Grupo CVC tem crescimento nos principais indicadores no 2º trimestre

O Grupo CVC, maior operador de turismo do país, fechou o segundo trimestre com crescimento nos principais indicadores. O lucro líquido atribuído aos sócios controladores atingiu R$ 13,5 milhões, alta de 10% sobre igual período do ano anterior. Já o lucro líquido consolidado foi de R$ 21,2 milhões, alta de 32,5%. A receita líquida do grupo chegou a R$ 250,4 milhões, avanço de 9% nas mesmas bases anuais de comparação.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) atingiu R$ 84,8 milhões, com expansão de 11% em um ano. Segundo a empresa, o Ebitda ajustado – por itens que ela entende como não recorrentes ou que não afetam a sua geração de caixa – cresceu 20,9% no trimestre, para R$ 94 milhões.

Os dados relativos a 2016 incluem o resultado pro forma da Experimento – unidade de viagens de intercâmbio, comprada pela CVC em 2016.

O presidente do Grupo CVC, Luiz Eduardo Falco, disse que o Ebitda ajustado vem crescendo há 14 trimestres consecutivos, enquanto o lucro líquido ajustado segue desempenho de alta por 11 trimestres. Ele atribuiu os resultados ao crescimento do lucro e das vendas, bom controle de custos e geração de caixa. “Tudo impactou, é resultado do trabalho. Não tem bala de prata”, disse.

Falco afirmou que a flexibilidade nas vendas e a rápida remodelagem e adaptação das ofertas de serviços ajudaram a garantir o crescimento durante a recessão. A estratégia deu certo para o segmento de lazer, que permitiu ajustar as ofertas ao tamanho do bolso do consumidor. No segmento corporativo, as empresas aéreas baixaram um pouco a oferta e elevaram o preço. Então, capturaram um pouco em passageiros e um pouco em tíquete médio, disse.

O grupo registrou R$ 2,47 milhões em reservas confirmadas no trimestre, alta de 13,8% em relação a igual intervalo de 2016 pro forma. Mas as reservas on-line caíram 10%, para R$ 55,5 milhões no período. No terceiro trimestre, disse Falco, esse indicador será positivo. “Estamos trabalhando muito para isso. É nosso calcanhar de Aquiles”, afirmou.

Valor Econômico

 

Print Friendly, PDF & Email

Matérias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *